Foco em orgânicos descentraliza negócios com produtores

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

A fim de garantir a devida origem e pureza de alimentos classificados como orgânicos, redes varejistas de diversos tamanhos têm elevado o esforço no monitoramento do trajeto que o produto percorre até as gôndolas e, para isso, priorizam mais negócios com produtores locais. Redes de grande e também de menor porte apostam no discurso em favor da alimentação saudável e na gama de produtos orgânicos dentro de suas marcas próprias e descentralizam seus fornecedores do eixo Rio-São Paulo.

Para o superintendente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Márcio Milan, os orgânicos estão mais disseminados e a tendência é que apresentem incremento nos próximos anos, por motivos que vão além da. “A preocupação com a saúde ainda é a que mais impulsiona o consumo e tem ainda um olhar para a qualidade do meio ambiente”, destaca Milan.

Em Santa Catarina, A Associação Catarinense de Supermercados (Acats) foi pioneira em implantar o Programa Alimento Sustentável (PAS), de rastreabilidade e de controle de uso de defensivos, o que também está impulsionando o consumo das categorias de hortifrútis orgânicos em todo o Estado.

 

 

Compartilhar.

EXPOSUPER 2018
close-link

Receba o Informe Acats

Acompanhe as novidades da Acats semanalmente em seu e-mail. Preencha as informações abaixo.
Quero Receber o Informe Acats
Você poderá cancelar a sua assinatura a qualquer momento, diretamente no informe.